Água Potável Curitiba

 Água Potável é aquela que reúne características que a coloca na condição própria para o consumo do ser humano. Portanto, a água potável deve estar livre de qualquer tipo de contaminação.

A água potável pode ser de uma fonte natural, desde que não haja nenhum tipo de contaminação em sua nascente ou percurso. Pode ser também obtida através de um processo de tratamento físico e ou químico.

limpa fossa 300x225 Água Potável CuritibaDependendo da qualidade original da água, um ou mais processos de tratamento são aplicados. Entre os principais processos de tratamento de água, podemos citar: decantação, filtração, fluoretação, desinfecção e floculação.

A responsabilidade de um Sistema de Abastecimento Público é fazer a água encanada chegar potável às nossas casas. Vimos que essa água é captada nos mananciais e passa por uma série de tratamentos até ser distribuída. A água potável chega a cada edifício por meio de uma derivação da rede pública, conhecida também como ramal predial. O ponto do edifício que recebe a derivação é conhecido como ligação predial (ou domiciliar, no caso das nossas casas). Nele, costuma ser instalado o hidrômetro, aparelho que mede o volume de água potável consumida, num dado período de tempo.

O hidrômetro “gira” toda vez que uma torneira, um chuveiro ou uma descarga são acionados.

O ponto de ligação predial é definido pela companhia de abastecimento e costuma se instalado com um afastamento de, no máximo, um metro e meio em relação à testada do lote (muro de frente).  O hidrômetro fica assentado num cavalete, sobre o piso. A ligação predial une então a rede de distribuição do sistema de abastecimento público, à rede de distribuição interna de cada edifício, composta pelos encanamentos, caixa(s) d’água e pontos de utilização (torneiras).

A responsabilidade pela qualidade da água potável por parte do Sistema de Abastecimento Público termina na ligação predial. A partir daí, o controle da qualidade fica por conta do proprietário do imóvel (seja este uma residência, uma escola, uma empresa, um hospital, um serviço de diálise, e assim por diante).

Para garantir que a água jorre potável de nossas torneiras, o proprietário tem que seguir recomendações técnicas durante a instalação da rede de distribuição interna e zelar por sua manutenção. O check-up periódico do sistema predial é um compromisso que merece ficar registrado na agenda pessoal de todo proprietário, em letras maiúsculas.

Existem algumas condições que colocam a saúde de certos grupos em risco. Pessoas expostas a elas podem desenvolver doenças com mais frequência do que o não expostas.

Por exemplo, se você bebe água de um manancial que teve suas águas contaminadas por agentes patogênicos em virtude de um desastre ambiental, você vai ser incluído no grupo de pessoas de alto risco de contrair doença associada a esses agentes; você e todos aqueles que recebem água do mesmo sistema de abastecimento. Já um colega seu vizinho, que só bebe água potável de poço artesiano não contaminado, do sítio de um tio, faz parte do grupo que corre um risco menor de contrair a tal doença.

Num caso como este, enquanto se avalia e se resolve a causa do problema ambiental, uma medida cabível seria suspender temporariamente o fornecimento de água do sistema afetado e garantir o acesso da população a uma solução alternativa (por exemplo, fornecendo água potável por meio de carros-pipa).

Nos últimos anos, o aumento da demanda por água, normalmente ocasionado pelo crescimento populacional acentuado e desordenado nos centros urbanos e pelo aumento do consumo por habitante, tem imposto a adoção de programas para conservar a água.

Entre os componentes dos programas de conservação de água, figura-se o de substituição das fontes, que consiste basicamente em utilizar novas fontes de recursos hídricos em substituição às existentes. O aproveitamento de água pluvial precipitada nas residências do meio urbano se enquadra nessa categoria. Essa tecnologia vem crescendo e dando ênfase à conservação da água. Além de proporcionar economia de água potável, o aproveitamento da água pluvial em residências pode reduzir as despesas com água potável e contribuir para a diminuição do pico de inundações, quando aplicada em larga escala, de forma planejada e em uma bacia hidrográfica.

 

O da Água Potável Curitiva consumo de 36 das 40 cidades avaliadas. A média do consumo de água por cidade é de aproximadamente 102 L.

O potencial de economia de água potável para todas as cidades. Nota-se que o potencial de economia de água varia entre 21 e 100%.

Água potável corresponde a toda água disponível na natureza destinada ao consumo e possui características e substâncias que não oferecem riscos para os seres vivos que a consomem, como animais e homens. A água, em condições normais de temperatura e pressão, predomina em estado líquido e aparentemente é incolor, inodora e insípida e indispensável a toda e qualquer forma de vida.

 

Venha conferir a nossa Água Potável Curitiba, aqui não existe água contaminada!

 

 

Esta entrada foi publicada em Limpeza de Fossa e marcada com a tag Abastecimento, aproveitamento, compromisso, Pessoas, pluvial, responsabilidade. Adicione o link permanente aos seus favoritos.